Aprenda a não sabotar suas finanças

Atitudes inconscientes podem atrapalhar ou impedir o crescimento financeiro

A desorganização financeira é uma forma de severa auto sabotagem: a falta de planejamento pode trazer sérios problemas e desestabilizar constantemente a realização de sonhos, metas e até mesmo inviabilizar uma condição mais digna de vivência rotineira.

A procrastinação no corte e organização de custos e gastos desvaloriza sua condição financeira e desassocia a entrada de dinheiro ao acúmulo de patrimônio. Trate sua renda com atenção e cuidado, o alinhamento é imprescindível para evitar surpresas que geram furos de difícil conserto e, por esta razão, não cultive maus hábitos financeiros.

Leia mais sobre as disfunções mais comuns na gestão de renda que reunimos a seguir e confira se você toma atitudes que podem sabotar seu planejamento:

Você compra por impulso?

O arrependimento em aquisições desnecessárias ou inúteis vai além da perda de espaço em casa: pode ser um comportamento nocivo ao seu patrimônio, também. Fatores psicológicos tais como o ambiente em que você está, compensações, desestabilidade no seu humor e descontroles no consumo podem estar por trás de atitudes que desgastam sua saúde financeira. Todos têm direito a prazer nas compras, porém, a quantia disponível para realizar estes desejos devem, obrigatoriamente, fazer parte do seu planejamento mensal. A emoção é uma inimiga da organização.

 

Você não estabelece metas para o seu dinheiro?

O primeiro ponto aqui é que sua renda precisa sobrar. Organize-se para que suas despesas caibam no seu orçamento sem ultrapassá-lo, para que você possa construir seu patrimônio e investir seu dinheiro: mantenha em mente que o futuro vai chegar e que não se deve lidar com rendimentos como se não houvesse amanhã. Estabeleça critérios de tempo para aquisições, prepare-se e mantenha-se nas previsões estabelecidas.

 

Você não alimenta reservas de emergência?

Problemas acontecem. Não lide com seu dinheiro como se imprevistos não ocorressem: esteja preparado para dar auxílio a si mesmo ou aos seus dependentes sem precisar fazer dívidas que descontrolarão suas despesas. Calcule probabilidades e tenha, pelo menos, uma garantia de 6 meses para eventos inesperados.

 

Você deixa dívidas em aberto?

Mantenha as despesas sob controle. Dívidas atrasadas e acumuladas podem dominar sua vida financeira e criar lacunas de difícil recuperação. Evite descontrolar seu orçamento ao ponto de não cumprir suas obrigações financeiras e, caso você esteja nesta situação, resolva com brevidade depois de um estudo específico de seu planejamento financeiro.

Tags: educação financeira finanças

Veja mais